9 de jul de 2018

Segunda-feira vintage - Patins Kibon

Faz tempo que não trago a tag "segunda-feira vintage".
Então aí vai um desenterro de passado.

Lá nos anos 80, as empresas costumavam dar bons brindes a quem simplesmente comprasse seus produtos. Você era premiado, sorteado ou apenas trocava as embalagens por brindes, bem diferente de hoje em dia, que todos os brindes têm preço...

O vintage da vez é o patins da Kibon.
Confesso que não me lembro desta promoção, mas as fotos abaixo me trouxeram boas lembranças em relação a marca.



Perdi a conta de quantos palitos de picolé premiados eu tirei na minha infância!
Ah... e que saudades do formato "tijolo". Parece que foi ontem que me pai abriu aquela embalagem de papel, e a gente tomou o sorvete inteiro...



Em meados de 1981, Kibon distribuiu patins, bicicletas, polaroids, tudo vinha no picolé premiado.

Infelizmente, não encontrei fotos melhores destes patins e nenhum exemplar à venda em sites de brechós.




Que tempo bom, que não volta nunca mais...

3 de jul de 2018

Aulas de patinação artística - que patins eu compro?

Um guia, (quase que) definitivo, pra você que se matriculou em aulas de patinação artística e está totalmente perdido.

Creio que nunca fui tão específica aqui no blog, sempre fui muito genérica no quesito "qual patins eu compro".

Desta vez o foco será somente artístico, e lembrando que patinação artística tem lá suas variações: Livre, Figuras Obrigatórias, Solo Dance, Bócula, etc. E dentro destas variações, existem inúmeras opções de rodas, freios, botas, bases.

Este post está dividido em duas partes: Adultos / crianças.


Vou partir do pressuposto, que você é iniciante adulto, ou matriculou uma criança iniciante no esporte e precisa comprar seu primeiro patins para iniciar as aulas da modalidade mais comum, o Livre. As outras modalidades, para iniciação, podem ser praticadas a princípio com patins de Livre, bastando remover os freios e trocar as rodas.

A melhor pessoa pra te indicar patins pras aulas é o TÉCNICO ou PROFESSOR. Esta pessoa sabe seu nível, seu peso, conhece o piso do local onde você vai treinar, porém só você sabe o quanto pode investir num equipamento. Se seu objetivo é competição, equipamentos "baratos" e de lojas não especializadas estão fora de cogitação. E pra você não chegar a uma loja, totalmente sem informação, dê uma lida neste post e não caia no conto do vendedor.


PS. Botas pretas são indicadas para patinadores e botas brancas para patinadoras. Isso é praticamente uma regra na artística! O que não é regra, é o conteúdo deste post, que trata-se apenas da minha opinião, baseada em experiências próprias e de patinadores próximos, além de relatos de empresas especializadas.


Vamos ao post:

Iniciante jovem/adulto
Neste caso o pé não vai mais crescer, então você pode e deve investir num bom equipamento. Quando eu digo que DEVE investir em bons patins, digo que pode sim, partir logo pra patins semi ou profissionais, mesmo que você mal saiba se equilibrar.

-Porque digo isso?
Patins de iniciantes são limitados. São mais baratos, pois são confeccionados com materiais mais simples, sem muita "tecnologia". Não possuem boa regulagem de amortecimento nos eixos e alguns não possuem freios móveis, além de possuírem base não metálica, ou seja, pouco resistente.

Exemplos:

O patins mais conhecido dos iniciantes e o mais usado em escolas. Geralmente o primeiro patins da maioria dos adultos. Trocando os rolamentos que vêm de fábrica, eles são patins muito bons. Os eixos não tem regulagem, o freio que vem de fábrica tem regulagem de altura, mas é menor que o profissional e menos aderente e a base é em nylon. Um patins razoável pra quem não tem pretensões e está abaixo dos 70kg.



Eu não gosto deste patins. Ele vem montado e pronto, exatamente como na foto. Vi acidentes feios com ele. A bota é mole ao meu gosto. Não sinto que meus tornozelos estão protegidos. É de vinil, muito fácil de limpar e não "rala". O freio original é daqueles que não freia de primeira e não dá boa impulsão, além de ficar caindo/desrosqueando, pois o sistema de ajuste não é por chave allen e sim porca comum. É um patins bem leve. A base é indicada para pessoas de até 65kg; é de nylon. Não tem boa regulagem de eixo. Ou é muito mole ou muito duro. Se você está acima desse peso, evite! Não tem pretensões? Compre!



Patins italianos, compra-se por partes, ou seja, a gente monta tudo ao nosso gosto ou necessidade.
Na Europa, geralmente uma base italiana Roll Line, vem montada em botas também italianas Edea ou Risport.
São 3 marcas diferentes. A Roll Line só fabrica rodas, freios e bases, enquanto a Edea e a Risport, fabricam apenas botas e acessórios. Este é o patins de iniciação em escolinhas na Itália, Portugal. Um bom patins pra quem inicia em competições. Base em aço e eixos em alumínio. Mais do que suficiente pra iniciantes adultos. O ajuste dos eixos deixa a desejar, mas é um patins resistente pra pessoas mais pesadas, pois é confeccionado em liga de metais. Uma boa opção é montar esta base na bota Rag Star (nacional do Fulop), uma bota rígida de qualidade, de couro, bem acolchoada e a opção mais barata pra quem não quer investir logo de cara numa bota importada.

Está com uma graninha sobrando?

Opte pela Roll Line Mariner Cup - uma base profissional, considerada de nível médio, mas superior a Variant, com regulagem de clique/precisão, um investimento de R$ 1960,00 com as botas Rag Star e patins pro resto da vida. Ideal também para atletas de competição. Aguenta saltos e pessoas mais pesadas.

  • Patins Rye Toystile, R4B, e Patins Lusul

Se você comprou ou já usou alguns deste modelos que citei, e durante a aula se pergunta, porque o patins "joga pro lado", ou "não consigo fazer curva", ou ainda "esse freio fica caindo", "este freio não breca"; este é um bom exemplo da falta de tecnologia que eu mencionei. Patins de iniciantes, não têm boa regulagem geral, por mais que você mexa, solte-aperte porcas e parafusos, ele nunca atenderá a todas as suas expectativas. Vamos combinar, que quando se é adulto iniciante no esporte, o que a gente mais tem é expectativa, porém a realidade é dura!

-Isso basta?
A grosso modo, são sim patins artísticos, pois geralmente têm tudo o que um patins para aulas precisa: freio frontal, salto na bota, altura e dureza de bota razoáveis.

Se você não tem pretensões no esporte basta! Se você pesa até 65kg, ok! São os mais usados em escolinhas, principalmente por crianças (peso pena). Eu dispenso, não gosto de nenhum deles.
Pra adultos iniciantes, tudo é mais difícil, pois lidamos o tempo todo com o fator MEDO. Quando o patins não ajuda, tudo piora!

Minhas frases ao utilizar cada um dos patins citados abaixo:








Então qual seria o patins ideal pra um iniciante adulto, que pode gastar um pouco mais, realizar o sonho de infância e ter patins pro resto da vida? Considere ainda mais esta opção se você pesa mais de 65kg.

Opções altamente recomendadas para adultos, seguem abaixo (baseadas na minha experiência e de pessoas próximas que iniciaram no esporte depois dos 25)


Super recomendo. Um investimento de pouco mais de R$ 1000,00 e um patins pra vida toda, bastando substituir peças gastas ao longo do tempo. Garantia nacional da Rye e peças de reposição facilmente encontradas. Patins Rye, a gente compra 1 ou 2 números a mais que calçados convencionais.







Satisfação garantida. Neste caso cito somente a base. Como todo patins profissional, ele pode ser montado conforme sua necessidade.
Moderna, leve e também muito indicada pra quem quer praticar o esporte e está acima do peso. Basta montar esta base com a bota Sonata ou Premium, e terá um patins pra deixar de herança. Excelente opção pros homens e pra quem tem pretensões de fazer saltos. Tem regulagem de clique e aguenta o tranco por muitos anos.

Estes modelos são fabricados em alumínio, e possuem um mecanismo de regulagem, que proporciona um perfeito ajuste do sistema de amortecimento, chamado de clique. Sem essa de patins jogando pro lado! Aqui você ajusta e ele te obedece, mesmo você sendo iniciante! É muito mais fácil se adaptar a um eixo mole, que com pouco esforço, te deixa fazer um zigue-zague gostoso, do que a um eixo duro, que exige muito mais técnica e joelhos!

Os amortecedores, realmente amortecem, você sente o que está "acontecendo" e o freio, macio e elástico, proporciona melhor impulsão em saltos, além de ter regulagem de altura de acordo com seu gosto, eles freiam! Só uma cutucada no chão e ele breca, colega! Se pretende competir, essa é uma ótima escolha.
Se você acha que não precisa de nada disso, paciência, não está mais aqui quem falou...

E novamente vos digo, está sobrando uma grana? 
Compre bases italianas, botas italianas e seja feliz! Dois mil e quinhentos reais você resolve isso! 
Sonha com uma bota igual da foto abaixo? Tenha em mente que ela é extremamente dura, praticamente um gesso, mas se você tá podendo colega, se joga! Não deixe nenhum vendedor dizer que você não tem nível pra tanto. É uma Ferrari!







Lembro aqui, que botas italianas, têm numeração diferente da brasileira (meu 35,5 seria um 250) e a fôrma é ideal pra quem tem pés mais finos.


Crianças

11 de jun de 2018

Circo da China on Ice, chega a São Paulo





Uma mega produção circense com mais de 30 artistas chineses, dentre eles contorcionistas, dançarinos, acrobatas e patinadores artísticos . Toda a magia do circo, unido a graça e elegância da patinação no gelo.

O Circo da China volta ao Brasil, e pela primeira vez traz um espetáculo no gelo, o Circo da China on Ice - O Mundo da Imaginação. O evento promete encantar o público, em espetáculo que reúne equilibrismo, acrobacias e contorcionismo, além de uma combinação perfeita de enredo, cenário, iluminação e figurinos marcantes.

As apresentações acontecem no Espaço das Américas nos dias 29 de junho, às 20h30; 30 de junho, às 17h30; e 1 de julho, às 16h30. Os ingressos custam entre R$ 80 (setores E, F, G e H) e R$ 240 (setor platinum), além dos valores da meia-entrada.

Ingressos no site do Ingresso Rápido.


Data 29 Jun-01 Jul
29/6 | 30/6 | 1/7

Preço(s) R$ 80 a R$ 240

Espaço das Américas
Rua Tagipuru, 795, Oeste 01156-000
Telefone (11) 3829-4899

10 de jun de 2018

{Quero} Freios translúcidos

Quem já viu fotos dos meus patins no Instagram, (aproveita e me segue lá!) já deve ter notado que preciso de freios novos.
Os meus queridinhos e vermelhos, carinhosamente chamados de rena do nariz vermelho, estão gastos!
Lá fui eu pra web procurar substitutos, queria freios vermelhinhos novamente ou talvez azuis.

Cadê??
Tem não!

A Rye fabricou estas cores de freios até o ano passado. Não comprei, dancei. Agora somente na cor branca (iniciantes) ou os profissionais bege ou então branco. Nope, não quero!

Antes que me perguntem, se existe diferença de freio profissional pra freio de lazer, iniciantes, whatever, leiam este post aqui.

Pois bem, vou continuar com minhas renas gastas, pois esta maravilha aqui é o meu novo desejo da vida:





Creio que nunca falei sobre essa marca aqui no blog. É uma marca espanhola, que comercializa patins e acessórios por toda a Europa. Quer passar raiva, acesse o site deles! São rodas de cores candy, freios pra todos os gostos e bolsos. Eles são tão insuportáveis no quesito tecnologia e variedade de cores, e tem a melhor base do mundo e ainda holográfica! Morri!



9 de jun de 2018

Patinação no Gelo em Curitiba



Foi dada a largada pras pistas itinerantes de Shoppings e espaços públicos. Friozinho chegando e as atrações geladas começam a aparecer nas grandes cidades.

Curitiba, recebeu nesta semana a pista de gelo no Shopping Park Barigui.

A temporada de inverno da pista de patinação no gelo acontece até 29 de julho e funciona todos os dias, de segunda a sexta, das 11h às 23h, sábados, das 10h às 23h, e domingos, das 12h às 21h. O circuito de 30 minutos custa R$ 43 e uma hora R$ 68. O percurso do Big Ice Car – trenó, exclusivo para crianças entre dois e cinco anos – tem duração de cinco minutos e custa R$ 20.

A atração está instalada na praça de eventos em uma área de cerca de 450 metros quadrados e terá capacidade para receber até 70 patinadores de uma única vez. A estrutura conta com monitores para auxiliar os aventureiros na brincadeira. O shopping também oferece gratuitamente todo o material de segurança, como capacetes, joelheiras, luvas e cotoveleiras; o cliente também pode optar por meios descartáveis que custam R$ 5. A pista do PKB pode receber até 70 patinadores simultaneamente.


SERVIÇO
até 29/07/2018

– Segunda a sexta das 11h às 23h (com entrada da última turma de patinadores às 22h30 de 30 minutos e 22h de 60 minutos).

– Sábados: das 10h às 22h (com entrada da última turma de patinadores às 21h30 de 30 minutos e 21h de 60 minutos).

– Domingos e Feriados das 12h às 20h (com entrada da última turma de patinadores às 19h30 de 30 minutos e 19h de 60 minutos).
Preços: O circuito de 30 minutos custa R$ 43, o de uma hora, R$ 68 e o Big Ice Car (Trenó) de 5 minutos, por R$ 20 – sendo restrito para crianças de 2 a 5 anos.
Classificação: 6 anos