29 de mai de 2014

Treinando o Salto Single Axel

Sem dúvida o salto mais comentado da patinação artística, afinal um salto simples de 1 volta e meia, é um desafio pra quem começa a praticar saltos!

Axel Paulsen foi o atleta responsável pela "invenção" deste salto em 1882.
Atleta norueguês, que se destacava em competições por seu estilo, chamado de nórdico, possuía muita velocidade e destreza.




Entendendo o Axel:

Uma volta e meia?
A maioria dos saltos simples na patinação artística, iniciam-se de costas e finalizam-se da mesma maneira, sendo assim, são saltos de 1 volta completa, ou 360 graus.

Porém o Single Axel vai além disso. A rotação no ar é de 540 graus! Porque é o único salto de posição inicial frontal.

Veja a imagem acima. O patinador está de costas em posição inicial (1). Porém para saltar e iniciar a rotação aérea, sua saída do chão é de frente (2), ou seja, ele entra no ar vindo de frente, gira 540 graus e finaliza com um pé só no chão, porém de costas (3).

O primeiro salto que treinamos na patinação artística é o 180 com os 2 pés e posteriormente, treinamos o Waltz Jump, que é um 180 com um pé só.
Posteriormente começamos a treinar a volta completa; ou seja 360.
Treinar um salto 360 não é difícil, mas requer força no giro e boa posição aérea, caso contrário saltamos longe e não pra cima e reto, é aí que acontecem as quedas.
Muitos patinadores começam a treinar o Single Axel, roubando 180 graus, ou seja, saem do chão de frente, giram 360 graus no ar e "aterrizam" de frente no solo com um pé só e "roubam" 180 graus fazendo uma virada.

Não entendeu nada?

Veja como treinar em casa, sem patins:




video



PREPARAÇÃO E ALAVANCA
Alavanca
Posição aérea
O vídeo está em inglês mas o movimento e as duas coisas mais importantes são possíveis de se entender:

preparação do salto
Aquele momento em que você vem de costas, arruma sua postura, conta até 3 e vira de frente pra dar o impulso.

alavanca
Pra subir é necessário fazer a alavanca, que nada mais é que sair do chão. Braços vão para trás, perna de apoio com joelhos bem flexionados, joelho direito sobe acima do quadril (se você for destro).
A posição dos pés é importante. Treine tal posição para que sua perna livre, fique em volta e bem unida da sua perna de aterrissagem.
Lembrando sempre, que devemos pular pra cima e não pra longe!

Landing (posição de finalização)
*******************************************************

Vejam a evolução dessa patinadora, do Waltz Jump para o Single Axel, reparem na "roubadinha" (0:49) que eu falei acima:


video


E aqui em câmera lenta, no Inline Artístico:

video

Por ser uma salto sem uso de freio, é possível executá-lo em patins inline :)

Agora faça as contas, e tire sua conclusão do porque que este salto vale tantos pontos em campeonatos. Um Triple Axel, requer uma rotação aérea de 1260 graus!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! São 3 voltas e meia!

Aprecie sem moderação, os grandes nomes da patinação feminina no gelo que conseguiram tal proeza:





Reparem na altura dos saltos de Midori Ito, na "agressividade" do giro, da polêmica Tonya Harding e da graciosidade de Mao Asada.


Sobre rodas, nenhuma mulher executa o triplo, porém no masculino...




Roberto Riva, muso, divo eterno ♥


Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Patine conosco, deixe seu comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...