4 de abr de 2018

Curiosidades sobre o Ballet Estatal Russo no Gelo



Conversei com o coordenador/ manager do espetáculo, Sr Alexander Gonzalez e trago aqui para vocês algumas curiosidades sobre o show que acontece neste final de semana em São Paulo:


Porque a turnê escolheu o Brasil? 
- Escolhemos o Brasil porque era o único país da America Latina que ainda nos faltava e temos uma parceria grande agora com a Opus (a empresa Colombiana que traz a companhia para a America Latina fez uma parceria com a Opus) e agora estamos trazendo ao Brasil muitos espetáculos importantes, além do Ballet São Petersburgo, dentro de um mês, traremos o Berioska, que é uma companhia da Rússia muitíssimo importante, o maior ballet folclórico do mundo, e faremos muitas coisas mais por aqui.


Todos os bailarinos deste corpo, são necessariamente Russos, ou como no Disney on Ice, existem bailarinos/patinadores do mundo todo? 
- Definitivamente os Russos são os melhores bailarinos do mundo, em todas as companhias importantes de ballet do mundo tem um Russo, em todas!
Apesar que existem agora muitos bailarinos estrangeiros importantes dançando na Rúussia, há muitos bailarinos Japoneses na Russia, e de uma qualidade e uma técnica muito boa, porém nossa companhia esta composta somente por artistas Russos, mas sempre que alguém com uma técnica boa, que valha a pena e tenha experiência sobre o gelo, será bem vindo, nossa companhia está sempre de portas abertas.



Todo patinador artístico é bailarino, mas nem todo bailarino patina. Porque o grupo se chama Ballet Estatal de São Petersburgo?
-Todos os artistas da companhia são bailarinos por formação, e por toda sua vida foram bailarinos. 
Os artistas desta companhia se iniciam como bailarinos e recebem 4 anos de preparação de patinação artística para poder fazer parte do grupo. 
Eles tem 15-16 anos de ballet clássico e 4 anos de patinação artística para poder fazer parte do Ballet Estatal de São Petersburgo. Primeiro bailarinos e depois se tornam patinadores.


Este não é um show sobre gelo (de patinação artística no gelo), isso é ballet clássico, o que vamos ver é A Bela Adormecida com música de Tchaikovsky, com coreografias tradicionais de Marius Petipa.  O que se faz tradicionalmente na pontas das sapatilhas, será feita na lâmina do patins, essa é a única diferença.
Convertemos o cenário do Teatro Bradesco para uma pista de gelo; onde tecnicamente há um esforço muito grande para transformar o palco de um teatro numa pista congelada.
Artisticamente a diferença é que não será um espetáculo sobre "em ponta" e sim sobre lâminas, é puro ballet clássico o que veremos neste show!



Ele fez questão de ressaltar,que é Ballet Clássico e não patinação!




ps. os bailarinos, afiaram as lâminas dos patins no Fulop, aqui em São Paulo ♥

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Patine conosco, deixe seu comentário