16 de jun de 2015

Patins Melissa Roller Joy está em pré venda + especificações

Eu gostaria muito de fazer um post falando sobre especificações técnicas dos patins Melissa, porém não há muito o que dizer.



Os patins entraram hoje em pré-venda, por R$ 700,00. No site informam que a edição é limitada e numerada. Serão 1979 unidades.


A descrição do produto no site, não fala absolutamente nada concreto sobre materiais:



ROLLER JOY

Código: 41702-6899
A Melissa Roller Joy feita em material sintético tem um design retrô, com metade do pé direito em estampa poá e a outra metade lisa na cor preta, enquanto o pé esquerdo brinca com o duo bege/preto liso, um lado de cada cor.

Em três tamanhos - P(35/36), M(37/38) e G (39/40) – a Melissa Roller Joy é uma edição limitada com apenas 1979 unidades exclusivas que serão numeradas.


Acompanha:
- Chave para ajuste de freio
- Chave para ajuste de roda
- Alça para transporte








Interno: PVC
Solado: PVC



Então liguei no SAC pra saber mais a respeito.
Estou transcrevendo exatamente o que a atendente me informou:

"Os patins são de PVC, plástico idêntico a qualquer Melissa.
A base é fabricada pela Grendene, igualmente em PVC.
As rodas são em PVC.
É tudo de plástico, menos os parafusos.
Os rolamentos não sei informar, pois o produto ainda não está em estoque"


Ou seja, é tudo de plástico!
É lindinho nas fotos, é retrô, é divo, é fashion, é de colecionador, é objeto de desejo, mas é um brinquedo!
Eu teria um desses como objeto de decoração na estante e só!



Sem mimimi por favor, não é ranço da minha parte.
Gosto de incentivar as pessoas a praticarem a patinação com produtos de qualidade e que oferecem segurança, só isso!

Ah sim..se você tem pezinho, ou pezão...chore!









Adorei a proposta das cores e bolinhas, adorei a embalagem e adorei esse strap pra carregar. 

Atualizando o post,  pós haters afirmarem ser recalque... 

Tenho várias Melissas,  sempre usei,  bem antes de se tornar moda.  Melissa é sapato. Colocar rodas de plástico num sapato é que deveria ser discutido e não se dá chulé ou se está caro ou não.  O design ser inovador é indiscutível. Poá é fofo desde sempre. 
Agora uma empresa séria deveria fazer uma pesquisa de mercado antes de jogar uma arma nas prateleiras. Rodas plásticas escorregam e trincam muito fácil.  A base de apoio plástica não aguenta o tranco e mais de 70kg em cima disso aí é problema na certa. Vejo num futuro não muito distante vários usados à venda no Olx. Quem não liga pra própria segurança, se joga,  compra e reza pra não quebrar o cóccix. 


Oremos!


Post atualizado em 17/07, após lançamento.

Peço desculpas as fãs de Melissa, que como todo bom fã, defenderam sua paixão com unhas e dentes. Peço também desculpas por usar um termo tão popular quanto a palavra plástico, para definir o material de composição dos calçados que vocês tanto veneram (que eu já gostei um dia) e também me desculpo com aquelas que por vezes se ofendem ao ouvir que Melissa é sapato de plástico. Me perdoem, mas pra mim PVC, Vinil, Náilon e Poliuretano são nomes bonitos de compostos químicos plásticos, então eu chamo de plástico!


Abaixo tudo o que ocorreu um pouco antes de vocês saberem do lançamento dos patins:




Por acaso a agência que faria a cenografia e montagem do evento entrou em contato comigo, pedindo "orientações". Pra mim? Pois é...


Nesse meio tempo eu já sabia do lançamento, da festa e do clipe, que foi gravado lindamente por atletas profissionais da Rio Patinação.

Posteriormente o projeto do rinque foi montado pela Roller Jam, como todo mundo pode ver no dia do lançamento.
Cheguei cedo, a fila era imensa, constatei o que já sabia, fiz minhas fotos e este vídeo e fui trabalhar.


video












Acima as fotos que fiz no dia do lançamento, pras moças que me chamaram de mentirosa :(
A única coisa que retiro, de tudo o que eu disse anteriormente, é em relação às rodas. Elas são macias, boas para pisos irregulares e não escorregadios e são de um tipo de plástico mais resistente e maleável dos que aqueles que vem nas rodinhas dos patins da Barbie.

O manual que recebi da Assessoria de Imprensa, agora está também no site pra download, é este; que reforça o termo PVC, como sendo um laminado sintético, e que EU chamo de plástico:


 Muito importante a recomendação de itens de segurança pra usar patins em espaços públicos!




Infelizmente, neste manual, não consta informação sobre os amortecedores e que os mesmos devem ser trocados com regularidade e existe amortecedor pra com indicação de peso corporal. Também não entendi porque recomenda a compra de rolamentos no Canadá...

E este é o email da Assessora de Imprensa da Melissa, reforçando a ideia de que os patins são de materiais sintéticos, cuja nomenclatura real é desconhecida também por ela:




E este o anexo que ela me enviou:



Fiz vários questionamentos, porém ela não me retornou.
Estes são os fatos e os documentos.
Eu julguei os patins como de baixa qualidade em relação a outros bons patins de recreação, pois o que torna um patins realmente resistente e gostoso de usar são: base e trucks, quando bem regulados duram uma vida!


Os patins estão à venda e no site continua a informação que é tudo de PVC!





Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...